CARDIOLOGIA

O eletrocardiograma (ECG) é feito com um aparelho ligado a eletrodos que avalia o ritmo dos batimentos cardíacos em repouso. É um exame usado rotineiramente tanto na triagem dos prontos-socorros quanto em check-ups preventivos solicitado por médico. Apesar de rápido e simples fornece muitas informações sobre o coração. E necessário que você esteja com o peito depilado no caso de ter muitos cabelos.

A MAPA é um método de aferição (medida) da pressão arterial enquanto você desempenha as suas tarefas do dia-a-dia. Costuma ser feito durante o período de 24h, para incluir a medida da pressão tanto durante o estado de vigília (acordado) como ao dormir. Para isso, usa-se um dispositivo eletrônico na sua cintura, que fica acoplado a um manguito no seu braço. Ele é pequeno o bastante para não interferir nas atividades do seu dia, e assim, pode medir de forma mais fidedigna sua pressão arterial. Este método é usado tanto para fazer o diagnóstico como também o acompanhamento do tratamento da hipertensão. A sigla MAPA que significa “Medida Ambulatorial da Pressão Arterial” tem como principais vantagens a obtenção de múltiplas medidas nas 24 horas, avaliação da pressão arterial durante as atividades habituais e a avaliação da PA durante o sono. Durante a execução deste exame não é aconselhado fazer exercícios físico ou tomar banho pois isso danificará o equipamento.

Este exame deve ser realizado em clínica especializada em cardiologia.

A MRPA (Monitorização Residencial da Pressão Arterial) é o método destinado a fazer os registros da pressão arterial por longo período de tempo, fora do ambiente do consultório com um aparelho fornecido pela nossa clínica. Deve ser feita por indivíduo treinado para tal (o paciente ou qualquer outra pessoa), com equipamento validado, calibrado e provido de memória. Para ser efetivo e aceito deve seguir um protocolo preestabelecido pelo médico. Em nossa clínica usamos três aferições pela manhã e três aferições a noite por cinco dias, com estes valores iremos fazer a análise e interpretar os resultados.

Este exame deve ser realizado em clínica especializada em cardiologia.

O Holter de 24 horas é uma espécie de eletrocardiograma, só que de longa duração, pode ser feito em 24, 48 ou até 72 horas. Este nome foi dado em memória ao Dr. Norman Holter que fez a primeira transmissão a uma distância de 15 metros um sinal de eletrocardiograma. Este projeto desenvolvido na NASA tinha por objetivo analisar o batimento cardíaco de astronautas.

Tem como principal objetivo analisar o ritmo dos batimentos cardíacos comparando-os a seus sintomas como palpitações, tonturas ou mesmo dor torácica. Nossos equipamentos, utilizam 3 ou 4 cabos junto ao peito, neste caso também, o paciente deve estar depilado no tórax para facilitar a adesão do eletrodo. Durante a execução deste exame não é aconselhado fazer exercícios físico ou tomar banho pois isso danificará o equipamento.

Este exame deve ser realizado em clínica especializada em cardiologia.

O Teste Ergométrico avalia o sistema cardiovascular sob esforço. Daí porque também é conhecido como teste de esforço. A partir de eletrodos colocados no peito, é possível entender como o coração reage durante uma atividade física. Neste exame podemos fazer uma avaliação mais ampla do funcionamento cardiovascular. A análise da pressão arterial, frequência cardíaca, presença de sintomas (dor no peito, tontura, falta de ar, entre outros), arritmias e principalmente a alteração do traçado eletrocardiográfico durante o exame. Neste caso o paciente também deve ser depilado para permitir uma boa aderência dos eletrodos junto ao tórax.

Seu objetivo principal é identificar doença arterial coronariana. Outras possibilidades são: arritmias induzidas por esforço, oscilação da pressão arterial, isquemia miocárdica, surgimento de sopros, falência de ventrículo esquerdo, prescrição de exercícios, controle e acompanhamento de tratamento das doenças cardíacas.


PREPARO:

• No dia do exame, após o banho, não utilizar cremes, pomadas ou gel;

• Vir ou trazer roupa confortável (agasalho/tênis);

• Não fumar 2 horas antes e 1 hora após o exame;

• Dieta normal 2 horas antes ou dieta leve 1 h antes do exame; o paciente não deve fazer o exame em jejum;

• A suspensão de medicação em uso fica a critério do seu médico e na dependência dos objetivos do exame;

• Quando o objetivo é diagnosticar doença arterial coronária, caso seja possível, recomenda-se suspender medicamentos que possam mascarar as manifestações da doença, como betabloqueadores (atenolol, propranolol, metoprolol etc), inibidores dos canais de cálcio (diltiazem, verapamil) e vasodilatadores coronarianos (dinitrato ou mononitrato de isossorbida, nitroglicerina etc);

• Recomenda-se ao paciente não expor o tórax desprotegido ao sol, até 72 horas após o exame, pois pode surgir irritação da pele, no local da colocação dos eletrodos.

O MAPA CENTRAL é um método novo que estuda a onda do pulso arterial. Desta forma permite que possamos estimar com elevada precisão a pressão artéria central, medida esta, que só era possível até então com a introdução de um cateter até a artéria Aorta. As medidas de pressão arterial central e rigidez arterial, que avaliam as pressões aórtica e periférica, resistência vascular e variações de pressão ao longo da árvore arterial, podem auxiliar a entender melhor as mudanças no sistema cardiovascular consequentes ao exercício. Um parâmetro a ser enfatizado é a velocidade da onda de pulso (VOP), que mede a rigidez arterial, um forte preditor de eventos cardiovasculares. Além disso, a rigidez arterial está associada à pressão arterial sistólica e à pressão de pulso. Quanto menor a VOP, mais elásticas e complacentes serão as artérias. Portanto, valores altos de VOP refletem maior rigidez arterial. Idade e atividade física podem alterar a VOP.

Este exame é realizado em nosso serviço usando-se um aparelho Mobil-OGraph® (IEM, Stolberg, Alemanha) que usando uma braçadeira no braço, fará as leituras conforme programa inserido anteriormente no equipamento.

O SRA (Stroke Risk Analysis) que na tradução significa “Análise de Risco de AVC” é uma tecnologia pioneira desenvolvida pela empresa alemã Apoplex do grupo Geratherm, que converte os sinais eletrocardiográficos gravados no aparelho semelhante ao Holter para serem analisados pelo algoritmo SRA.

O diferencial do exame é detectar o risco de AVC (Acidente Vascular Cerebral) precocemente, através do diagnóstico de Fibrilação Atrial Paroxística (FAP).

O grande mérito do exame é detectar o risco precoce de um AVC de origem cardíaca, mediado por fibrilação atrial paroxística.

O exame é realizado com o paciente sentado tranquilamente por um período de uma hora.




GINECOLOGIA

Os Dispositivos Intrauterinos (DIUs) em uso na prática diária, tanto o de cobre quanto o Sistema Intrauterino com Levonorgestrel, são métodos seguros e bem tolerados, com taxas de falha semelhantes à esterilização cirúrgica feminina. A inserção deve ser realizada após avaliação e indicação médica especializada. São indicados para contracepção e ou disfunções do ciclo menstrual (DIU medicado).

Diagnóstico e tratamento de doenças sexualmente transmissíveis, exame colposcópico e biópsias dirigidas em vulva, vagina e colo uterino, bem como o tratamento das alterações no rastreamento de câncer de colo uterino chamadas lesões pré-neoplásicas. A Cirurgia de Alta frequência (CAF) é um procedimento realizado em equipamento de última geração, a nível de consultório médico, sem necessitar internação hospitalar, para tratar tais lesões.

O implante anticoncepcional pode soar de início um pouco revolucionário, mas é realmente um meio contraceptivo bastante eficaz e discreto. Quase do mesmo tamanho que um palito, o implante é colocado logo abaixo da pele na parte superior do braço, onde, a partir de um reservatório, libera continuamente na corrente sanguínea o hormônio progesterona em pequenas doses. O hormônio impede os ovários de liberarem óvulos, mas também torna o muco cervical mais espesso, dificultando a motilidade do esperma ao redor do útero e a fertilização dos óvulos. Terapêutica para sintomas em decorrência da queda hormonal que ocorre na menopausa, endometriose, sintomas da tensão pré-menstrual e em situações individualizadas. No entanto, sua aplicação depende de avaliação médica especializada.

"Radiofrequência fracionada microablativa demonstrou ser efetiva em tratar sintomas de ressecamento vaginal e dor no ato sexual, e eliminou o uso de lubrificante vaginal em mulheres climatéricas com deficiência de estrogênio"

Fonte: Nova opção terapêutica na síndrome geniturinária da menopausa: estudo piloto utilizando radiofrequência fracionada microablativa.

Márcia Farina Kamilos, Celso Luiz Borrelli

Se refere ao cuidado da genitália que resulta não somente na melhora da aparência, como também em algumas situações, na melhora funcional. A cirurgia íntima, peelings, uso de preenchedores em grandes lábios (Fillers) e radiofrequência fracionada (FRAXX) são uma conquista da mulher moderna, que hoje tem a liberdade de decidir se deve ou não modificar a aparência seja ela do rosto, do corpo ou da genitália externa. Tudo para estar de bem consigo mesma e muito mais feliz.




COMPOSIÇÃO CORPORAL

A  Bioimpedância é um método simples, não invasivo, indolor, livre de radiação, rápido, seguro e capaz de estimar clinicamente a composição corporal. A Bioimpedância mede a composição corporal enviando um sinal seguro de baixa amplitude e alta frequência por todo o corpo. Este sinal circula livremente entre o líquido do tecido muscular mas depara-se com a resistência do tecido adiposo (gordura). Esta resistência permite a medição do percentual de gordura e massa magra e os resultados diferenciam em função do sexo, altura e peso da pessoa, calculando de maneira personalizada a composição corporal.